Podcasts de história

WILLIAM YARNELL SLACK, CSA - História

WILLIAM YARNELL SLACK, CSA - História

William Yarnell Slack nasceu em 1º de agosto de 1816, em Mason Count, Kentucky. Quando ele tinha três anos, sua família mudou-se para o Missouri e se estabeleceu perto de Columbia. Slack estudou direito e abriu um escritório em Chillicothe, Missouri. Ele interrompeu seu escritório de advocacia para servir na Guerra do México e voltou a exercê-lo após o fim da guerra. Quando a crise da secessão atingiu o Missouri, Slack apoiou a Confederação. Nomeado general de brigada da Guarda do Estado, ele liderou tropas em Carthage e foi ferido em Wilson's Creek. Ele se recuperou da ferida em outubro de 1861, voltou para sua divisão e lutou em Pea Ridge, Arkansas, onde foi ferido novamente. Ele pareceu se recuperar do segundo ferimento, que foi infligido a apenas alguns centímetros de seu primeiro ferimento. Quando os cirurgiões levaram Slack a 11 quilômetros de distância, para Moore's Mill, a fim de evitar a captura, sua saúde se deteriorou rapidamente. Slack morreu em Moore's Mill, em 21 de março de 1862, e foi postumamente promovido a brigadeiro-general, a partir de 22 de abril de 1861.


Cemitério Confederado de Fayetteville

O Cemitério Confederado de Fayetteville em Fayetteville (condado de Washington) é o local de descanso final dos soldados confederados que morreram em todo o noroeste do Arkansas. Intimamente associado às atividades da Southern Memorial Association (SMA) e seus esforços para comemorar as vítimas da guerra no sul, ele foi listado no Registro Nacional de Locais Históricos em 3 de junho de 1993.

A SMA do Condado de Washington foi criada em 10 de junho de 1872, quando várias mulheres se reuniram em resposta a uma notificação no dia 6 de junho Fayetteville Democrat pedindo o estabelecimento de um "cemitério confederado". A presidente da SMA, Lizzie Pollard, observou vinte e cinco anos depois: “Dos muitos que responderam a este chamado, havia apenas trinta e oito entusiasmados o suficiente para realizar a tarefa a que nos comprometemos naquele dia”. A organização realizou sua primeira reunião em 18 de junho de 1872, na qual adotou um estatuto, regulamentos e o nome “Southern Memorial Association”.

A SMA começou a arrecadar fundos e, em 11 de abril de 1873, conseguiu pagar a Charles W. e Serena Walker US $ 150 por um terreno de 3,48 acres na encosta oeste de East Mountain, também conhecido como Monte Sequoyah, adjacente ao cemitério da família Walker enredo. A SMA também começou a localizar túmulos confederados no condado de Washington e áreas adjacentes do noroeste do Arkansas.

A SMA fechou um contrato com J. D. Henry em março de 1873 para começar a reunir os mortos dos confederados no campo de batalha de Pea Ridge, no condado de Benton, para serem reintegrados no cemitério de Fayetteville a um custo de $ 1,40 por corpo. Restos confederados do campo de batalha de Prairie Grove (condado de Washington) e outros locais no noroeste do Arkansas foram transportados para Fayetteville e enterrados por US $ 2,50 cada.

O Cemitério Confederado foi inaugurado em 10 de junho de 1873, primeiro aniversário da SMA. Aproximadamente 300 confederados mortos na guerra foram enterrados lá naquela época, o número eventualmente cresceu para cerca de 800 enterros. “O nosso primeiro ano foi de um sucesso maravilhoso no final dele, e como resultado de um trabalho incansável pudemos dedicar à memória dos soldados cujos corpos deviam repousar neste cemitério, bem fechado, e já trezentos corpos enterrado lá ”, lembrou Pollard vinte e quatro anos depois. “O terreno, a cerca, a remoção de corpos, limpeza e reforma do cemitério nos custou em números redondos US $ 1.200. O dinheiro para tudo isso foi levantado por nosso próprio trabalho, oferecendo jantares, bazares, apresentações teatrais, etc. ”

Os enterros são organizados em áreas separadas para vítimas de Arkansas, Texas, Missouri e Louisiana. Os marcadores de cabeça e pé de arenito foram instalados em 1876 e foram substituídos por marcadores de mármore em 1903.

O cemitério enterrou seu oficial de mais alta patente em 1880, quando os restos mortais do Brigadeiro General William Yarnell Slack foram removidos do Cemitério Roller em Moore's Hill, a noroeste de Gateway (Condado de Benton), para descansar na cabeça da seção de Missouri do Confederado Cemitério. Slack, um veterano da Guerra do México, foi ferido na Batalha de Wilson’s Creek em 10 de agosto de 1861. Ele se recuperou dos ferimentos, mas foi baleado novamente enquanto liderava seus voluntários do Missouri na Batalha de Pea Ridge. Levado do campo e movido três vezes para evitar a captura pelas tropas federais, Slack sucumbiu aos ferimentos em 21 de março de 1862, um dos três generais confederados que morreram devido aos ferimentos sofridos em Pea Ridge. Embora os registros mostrem que alguns oficiais comissionados estão enterrados no Cemitério Confederado, a maioria dos restos mortais são de soldados particulares.

A cerca original de pranchas de madeira foi substituída no início de 1885, quando foram solicitadas doações pela SMA para o projeto. A parede de pedra cortada foi terminada em 1890. O portão de entrada de pedra nativa, projetado por um arquiteto chamado Dinwiddie, foi adicionado em 1926-1927 a um custo de $ 682.

Em 1896, a SMA decidiu instalar um monumento no centro do cemitério, e a organização iniciou novamente as atividades de arrecadação de fundos. “O povo de Cane Hill, Bentonville, Prairie Grove, Cincinnati, Springdale e outras cidades do noroeste do Arkansas deram apoio ativo ao empreendimento do monumento”, lembrou um presidente posterior da SMA, incluindo palestras e recitais, torneios de música, torneios de cartas e Parcheesi, leituras de poesia, e distribuição de cartas com espaços suficientes para moedas para totalizar $ 1 quando preenchidas. Em 16 de fevereiro de 1897, todos, exceto US $ 511 do custo do monumento de US $ 2.500, foram arrecadados.

Dezesseis projetos foram apresentados para o memorial, e um comitê da SMA se reuniu em 13 de outubro de 1896. Selecionou um da F. H. Venn Company de Memphis, Tennessee. A pedra fundamental do monumento foi dedicada em 1º de maio de 1897, e "naquela pedra fundamental naquele dia de maio foi [sic] colocou vários registros contemporâneos, entre eles uma lista dos soldados enterrados no cemitério, também um rolo da A.I.U. (Arkansas Industrial University) alunos que doaram para o fundo do monumento. O primeiro dólar de prata contribuído & # 8230 foi colocado com esses registros em uma caixa de metal forte. ”

A dedicação oficial do monumento foi realizada em 10 de junho de 1897, o vigésimo quinto aniversário da SMA do Condado de Washington. Incluído na procissão para a cerimônia de dedicação estava um carro alegórico "contendo várias de nossas belas garotas representando os estados do sul", um grupo de veteranos confederados liderados pelo General EI Stirman e precedidos pela bateria de Fort Smith (Condado de Sebastian), membros da SMA em carruagens (“as senhoras foram aplaudidas ruidosamente”), cadetes universitários, Odd Fellows e outras sociedades fraternas, Cavaleiros de Pítias uniformizados e representantes do corpo de bombeiros de Fayetteville.

A SMA mantém o pitoresco cemitério do século XXI.

Para obter informações adicionais:
“Estudo de Viabilidade do Cemitério Confederado de Fayetteville.” Departamento de Parques e Turismo de Arkansas, Divisão de Parques do Estado de Arkansas, Seção de Planejamento e Desenvolvimento, maio de 1992.

“Cemitério Confederado de Fayetteville.” Formulário de indicação do Registro Nacional de Locais Históricos. Arquivo no Programa de Preservação Histórica de Arkansas, Little Rock, Arkansas. Online em http://www.arkansaspreservation.com/!userfiles/WA0425.nr.pdf (acessado em 14 de abril de 2015).

Galloway, Rowena. “Eles construíram um monumento.” Flashback 2 (maio de 1958): 3.

As memórias biográficas e históricas de Goodspeed do noroeste do Arkansas. Chicago: Goodspeed Publishing Co., 1889.

Harp, Chandler. “Confederate Cemetery, Fayetteville, Arkansas, An Approach to Preservation.” Relatório de pesquisa. Bentonville, AR: Benton County Preservation Project, 1991.

Montgomery, Don. “Confederate Cemetery in Fayetteville Research Report.” Prairie Grove, AR: Prairie Grove Battlefield State Park, 28 de novembro de 1990.

“Revelação do Monumento Confederado.” Fayetteville Sentinel, 15 de junho de 1897, p. 2

Mark K. Christ
Programa de preservação histórica de Arkansas


Um dia na vida da guerra civil

O coronel confederado John Taylor Hughes foi morto em 11 de agosto de 1862 durante a Primeira Batalha da Independência.


John Taylor Hughes nasceu perto de Versalhes, Kentucky, em 25 de julho de 1817, filho de Samuel e Nancy [Price] Hughes. Quando criança, a família mudou-se para Fayette, Missouri. Ele frequentou o Bonne Femme College e tornou-se professor. Quando a Guerra Mexicano-Americana começou, Hughes se alistou no Primeiro Regimento de Voluntários Montados do Missouri. Ele escreveu um livro sobre suas experiências que lhe trouxe fama nacional. Depois de retornar ao Missouri, Hughes tornou-se editor de jornal, superintendente escolar e, em 1854, representante do estado do Missouri.

Embora um sindicalista forte, Hughes se juntou à Guarda Estadual do Missouri, junto com seu primo Sterling Price. Ele viu a ação antecipada nas Batalhas de Cartago e Wilson & # 8217s Creek. Em março de 1862, Hughes assumiu o comando na Batalha de Pea Ridge para o Brigadeiro-General Confederado William Yarnell Slack ferido. Ele passou algum tempo no início do verão de 1862 recrutando para o exército confederado no Missouri.

Em 11 de agosto de 1862, Hughes comandou seus novos recrutas junto com vários bandos de guerrilheiros em um ataque à guarnição da União em Independence, Missouri. Enquanto liderava um ataque na Primeira Batalha da Independência, Hughes levou um tiro na cabeça e morreu instantaneamente. Suas tropas tomaram a cidade apesar da morte de Hughes. Ele está enterrado no cemitério Woodlawn em Independence, Missouri.


WILLIAM YARNELL SLACK, CSA - História

Registros da Guerra Civil de John Wilson

As histórias a seguir são protegidas por direitos autorais e não podem ser copiadas ou reproduzidas sem a permissão de Clay Carpenter.

Em 31 de outubro de 1861, a legislatura do Missouri aprovou uma lei de secessão, ratificou a constituição dos Confederados e fez uma petição para admissão nos Estados Confederados da América. Em 25 de novembro de 1861, o General Price informou à Guarda do Estado de Missouri (MSG) que o Governo Confederado receberia em serviço quantas tropas do Missouri pudessem se oferecer para servir por doze meses. Os voluntários seriam colocados sob o comando do Major General Price. Em 2 de dezembro de 1861, enquanto o MSG estava no acampamento de inverno em Osceola (Missouri), o General Price estabeleceu um acampamento separado nas proximidades para voluntários do Exército Estadual Confederado (CSA). O coronel Henry Little, um ex-oficial do MSG, recebeu o comando do campo confederado depois de retornar de Richmond, onde havia sido comissionado um coronel na CSA. O coronel Little começou a recrutar voluntários para a Primeira e a Segunda Brigadas Confederadas do Missouri.

Em 23 de janeiro de 1862, em Springfield (Missouri), o General Price emitiu uma ordem formalizando a organização dos voluntários da Confederação de Missouri em duas brigadas. A Primeira brigada, comandada pelo Coronel Henry Little, incluía o Coronel Elijah Gates Primeira Cavalaria, Coronel John Q. Burbridges Segunda Infantaria, Coronel Benjamin A. Rives Terceira Infantaria, Capitão William Wades Primeira Bateria de Artilharia e Capitão Samuel Churchill Clarks Segunda Bateria de Artilharia . A Segunda Brigada, comandada pelo Brigadeiro da Guarda do Estado de Missouri, General William Yarnell Slack, incluiu todas as outras unidades de voluntários confederados (isto é, a Companhia E, 4º MO de Infantaria) que ainda não haviam atingido o seu efetivo total. Essas unidades eram o coronel Robert S. Beviers, batalhão de infantaria, coronel Thomas H. Rossers, batalhão de infantaria, coronel Robert McCulloch, batalhão de cavalaria, capitão Henry Lucas esquadrão de artilharia, capitão Henry Landis esquadrão de artilharia, juntamente com todos os outros ainda não alistados em a Primeira ou Segunda Brigada. Um batalhão extra de voluntários confederados foi colocado sob o comando do General McBride da Guarda do Estado de Missouri.

Comandado pelo Coronel Archibald MacFarlane, Tenente Coronel Waldo P. Johnson, Major Stephen W. Wood a 4ª Infantaria Voluntária do Missouri foi formada pela fusão do 1º Batalhão de Infantaria do Missouri, Batalhões de Infantaria de Fagin e MacFarlane em 30 de abril de 1862. Nunca alcançou força total, em 7 de novembro de 1862, a 4ª Infantaria Voluntária do Missouri foi fundida com a 1ª Infantaria do Missouri para formar a "1ª e 4ª Infantaria Consolidada do Missouri" e foi colocada sob o comando do Coronel Amos Riley, com Hugh A. Garland como Tenente Coronel e Martin Burk como major. Esta unidade era parte integrante da Brigada de Missouri ligada à Divisão Price / Little e Divisão Bowen. Considerada a melhor unidade militar do Souths e, sem dúvida, a melhor unidade militar de ambos os lados, a Brigada de Missouri foi uma das primeiras e últimas unidades a entrar em ação na Guerra Civil. Entre 1861 e 1865, a Brigada de Missouri entrou em ação em 13 grandes batalhas, 6 cercos e vários outros confrontos. Dos mais de 8.000 soldados do Missouri que lutaram na Brigada do Missouri, apenas 300 sobraram após a última batalha em abril de 1865.

A Companhia E da 4ª Infantaria do Missouri (CSA) foi formada a partir das Companhias da Guarda Estadual de Missouri (MSG) que foram colocadas em serviço em 25 de março de 1861, pelo Coronel James Shaler (detalhado pelo General Frost). A Empresa E foi formada em 25 de março de 1862, quando a Companhia do Capitão Norval Spangler e A Companhia do Capitão Stephen W. Wood foi consolidada na Companhia E (4ª Infantaria do Missouri) com Norval Spangler permanecendo como Capitão (Spangler havia sido elegeu o capitão de sua companhia em 9 de fevereiro de 1862, e Wood foi eleito capitão de sua companhia em fevereiro de 1862). A maioria dos homens da Companhia E era do condado de Henry (Spangler's Company) e Laclede (Wood's Company) no sudoeste do Missouri. Esses homens eram montanhistas resistentes e autossuficientes e algumas das melhores tropas do MSG. Como todos os homens da fronteira, eles eram astutos, perspicazes, cautelosos, astutos e prontos para todas as emergências e, como todos os caipiras, sua coragem era serena, firme, inconsciente. (Página 93, The Souths Finest, A Primeira Brigada Confederada do Missouri de Pea Ridge a Vicksburg por Phillip Thomas Tucker). Quando a 4ª Infantaria Voluntária do Missouri foi fundida com a 1ª Infantaria do Missouri, a Companhia E da 4ª Infantaria do Missouri foi consolidada com a Companhia H da 4ª Infantaria do Missouri para formar a Companhia E da 1ª e 4ª Infantaria Consolidada do Missouri.

Após evacuar Springfield, Missouri, em 12 de fevereiro de 1862, as forças combinadas CSA / MSG do General Price cruzaram para o Arkansas e se juntaram às forças da CSA sob o comando do General Ben McCulloch. Sob o comando do General Earl Van Dorn, as tropas do General Sterling Price no Missouri e as do General McCulloch Arkansas foram derrotadas pelas forças da União na Batalha de Elkhorn Tavern (também conhecido como Pea Ridge) em 6 de março e 7 de março de 1862. Desde a Companhia E 4º MO Infantaria -CSA foi apenas parcialmente organizada, é provável que tenha servido sob o Capitão Norval Spangler na Companhia C, ou Capitão Wood na Companhia H, durante este noivado e estava sob o comando do Coronel Colton Green.

Na primavera de 1861, uma companhia de tropas da Guarda do Estado do Missouri (MSG) foi organizada em Lebannon com R.J. Wickersham como Capitão Joseph Craig (1º), James H. Wickersham (2º) e Charles Kethcum (3º) como tenentes. Esta companhia juntou-se ao batalhão de infantaria de Schable e deixou Springfield (MO) no momento do confronto com o guarda-costas do general Fremont. Após este noivado, a empresa foi reorganizada e juntou-se ao exército do general Price em Osceola e foi colocada sob o comando do coronel Colton Green. No entanto, a empresa permaneceu como um batalhão na Divisão de tropas MSG de McBride.

Após a Batalha de Peachtree Creek, o General Hood decidiu atacar o Major General James B. McPhersons, Exército do Tennessee. Ele retirou seu exército principal à noite da linha externa de Atlanta para a linha interna, atraindo Sherman a segui-lo. Nesse ínterim, ele enviou William J. Hardee com sua corporação em uma marcha de quinze milhas para atingir a desprotegida Union à esquerda e à retaguarda, a leste da cidade. A cavalaria de Wheelers deveria operar mais longe na linha de abastecimento de Shermans, e o corpo do general Frank Cheathams deveria atacar a frente da União. Hood, no entanto, calculou mal o tempo necessário para fazer a marcha, e Hardee só pôde atacar à tarde. Embora Hood tivesse superado Sherman por enquanto, McPherson estava preocupado com seu flanco esquerdo e enviou seus reservas do Corpo do Exército de Renville Dodges XVI para aquele local. Duas das divisões de Hoods encontraram essa força de reserva e foram repelidas. O ataque rebelde estagnou na retaguarda da União, mas começou a rolar pelo flanco esquerdo. Na mesma época, um soldado confederado atirou e matou McPherson quando ele cavalgava para observar a luta. Ataques determinados continuaram, mas as forças da União resistiram. Por volta das 16h00, o corpo de Cheathams invadiu a frente da União em Hurt House, mas Sherman concentrou vinte peças de artilharia em uma colina perto de seu quartel-general para bombardear esses confederados e interromper seu avanço. O Brigadeiro-general John A. Logan, em seguida, o XV Corpo de Exército liderou um contra-ataque que restaurou a linha da União. As tropas da União resistiram e Hood sofreu muitas baixas.

Adkins, Abner MO 4th Inf. Co. E

Unip. A. Adkins foi listado como prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Baker, William S. MO 4th Inf. Co. E

Bales, Thomas MO 4th Inf. Co. E

Barker, J.S. MO 4ª Inf. Co. E

Barker, J.E. MO 4th Inf. Co. E

Barker, R.F. MO 4th Inf. Co. E

Barnett, James MO 4th Inf. Co. E

Barnhart, James MO 4th Inf. Co. E

Unip. T. Barnhart era listado como ferido enquanto servia à Companhia H do Capitão Wood sob o comando do Coronel Colton Green (Terceira Brigada) durante a ação perto da Taverna Elkhorn (AK) em 7 de março de 1862 .

Berry, George MO 4th Inf. Co. E

Blackwell, E.L. MO 4th Inf. Co. E

Blewett, E.K. MO 4ª Inf. Co. E

Blewett, E.C. MO 4th Inf. Co. E

Unip. Eli C. Blewett serviu no MO 4th Co. H antes de ser consolidado na Co. E & amp morreu em 29 de novembro de 1862.

Bohannon, F.M. MO 4th Inf. Co. E

F.M. Acredita-se que Bohannon serviu na União antes do fim da Guerra Civil.

Bond, James M. MO 4º Inf. Co. E

Unip. James M. Bond foi listado como prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Cockerell, W.L. MO 4ª Inf. Co. E

Unip. W.L. Cockrell era listado como wo unded enquanto servia a Companhia C do Capitão Spangler sob o Coronel Colton Green (Terceira Brigada) durante a ação perto da Taberna Elkhorn (AK) em 7 de março de 1862 .

Coffe, Henry MO 4th Inf. Co. E

Covington, James T. MO 4th Inf. Co. E

Unip. JN. Cox foi listado como ferido enquanto servia na Companhia E (8º Divisão de Cavalaria do Regimento - 2ª Brigada) durante a Batalha de Wilson Creek em 10 de agosto de 1861.

Crawford, Edward MO 4th Inf. Co. E

Crosswhite, Samuel MO 4th Inf. Co. E

Coalhada, Woodford MO 4th Inf. Co. E

Davis, Joseph MO 4th Inf. Co. E

Unip. J. Davis foi listado como prisioneiro capturado em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Unip. J.C. Davis foi listado como prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA

Unip. W.R. Davis foi listado como prisioneiro capturado em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Dennison, George MO 4th Inf. Co. E

Doyle, Toliver MO 4th Inf. Co. E

Doyle, T.S. MO 4ª Inf. Co. E Cpl.

Doyle, J.G. MO 4ª Inf. Co. E Sgt.

Ferguson, J.G. MO 4th Inf. Co. E

Foster, Enoch MO 4º Inf. Co. E

Unip. E. Faster foi listado entre os prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA

Givens, F.M. MO 4ª Inf. Co. E

Goff, Frederick MO 4th Inf. Co. E

Halley, J.J. MO 4th Inf. Co. E

Halley, W.F. MO 4th Inf. Co. E

Harness, William MO 4th Inf. Co. E

Harrison, W.G. MO 4th Inf. Co. E

Unip. W.G. Harrison é listado como ferido enquanto servia na Companhia C do Capitão Spangler sob o Coronel Colton Green (Terceira Brigada) durante a ação perto da Taverna Elkhorn (AK) em 7 de março e amp8 de 1862 .

Harrison, B.B. MO 4th Inf. Co. E

Holland, W. MO 4th Inf. Co. E

Unip. W. Holland era listado como ferido enquanto servia na Companhia C do Capitão Spangler sob o Coronel Colton Green (Terceira Brigada) durante a ação perto da Taverna Elkhorn (AK) em 7 de março e amp8 de 1862 .

Hooker, J.A. MO 4th Inf. Co. E

Hopkins, G.W. MO 4ª Inf. Co. E

O capitão George W. Hopkins foi eleito capitão da Companhia D (7º Regt. Cavalaria, 8ª Divisão) em 12 de junho de 1861 e renunciou em dezembro (Co. D é Vernon Co. Batalhão do Calvário).

Capitão G.W. Hopkins (8º Regimento Divisão de Cavalaria - 2ª Brigada) foi listado como ferido durante a Batalha de Wilson Creek em 10 de agosto de 1861.

Hopkins, A.B. MO 4ª Inf. Co. E

Sgt. A.B. Hopkins foi listado entre os prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Hough, William MO 4th Inf. Co. E

Hough, Cary MO 4ª Inf. Co. E

Cary Hough foi relatado como morto em 3 de outubro de 1862, durante a Batalha de Corinto (MS).

Hughes, G.L. MO 4th Inf. Co. E

Jarrell, William G. MO 4th Inf. Co. E

Ketchum, Charles MO 4th Inf. Co. E Sgt.

Charles Ketchum (nascido em 1840 em MO) foi mais tarde promovido a tenente e listado na Laclede Co (MO) Veteranos da Guerra Civil.

Unip. C. Ketchum foi listado como um dos prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Charles Ketchum tinha 20 anos e residia no condado de Laclede (MO) em 1850.

Lawrence, Albert MO 4ª Inf. Co. E

Unip. A. Lawrence era listado como ferido enquanto servia na Companhia C do Capitão Spangler sob o Coronel Colton Green (Terceira Brigada) durante a ação perto da Taverna Elkhorn (AK) em 7 de março e amp8 de 1862 .

Levy, R.A. MO 4ª Inf. Co. E 1 ° Sgt.

Lowden, Daniel MO 4th Inf. Co. E Sgt.

Martin, W.A. MO 4th Inf. Co. E

Martin, James H. MO 4th Inf. Co. E

McDowell, A.C. MO 4th Inf. Co. E

Montgomery, R.P. MO 4th Inf. Co. E Moor, Charles W. MO 4th Inf. Co. E Page, J.B. 1- 4ª Inf. Co. E

Unip. J.B. Page foi listado como prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Page, W.A. Jr. 1- 4th Inf. Co. E

Unip. W.A. Page Jr. foi listado entre os prisioneiros capturados em Vicksburg pela Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Página, William A. (Sr.) MO 4ª Inf. Co. E

Unip. William Page (8º Regimento, Divisão de Cavalaria, 8ª Divisão - 2ª Brigada) foi listado como ferido durante a Batalha de Wilson Creek em 10 de agosto de 1861.

Unip. W.A. Page Sr. foi listado entre os prisioneiros capturados em Vicksburg pela Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Parsons, W.C. 1- 4ª Inf. Co. E

Sgt. BANHEIRO. Parsons foi listado como prisioneiro capturado em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Patton, William MO 4th Inf. Co. E

Peat, Warren MO 4th Inf. Co. E

Percey, F.M. MO 4ª Inf. Co. E

Pratt, Milton MO 4th Inf. Co. E

Ragland, John M. MO 4th Inf. Co. E Sgt.

Sgt. J.M. Ragland foi listado como Prisioneiros Capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Riddle, O.S. MO 4ª Inf. Co. E

Unip. O.S. Riddle foi listado entre os prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Roberts, J.C. MO 4th Inf. Co. E

Robinson, A.J. MO 4ª Inf. Co. E

Ross, Elias MO 4th Inf. Co. E

Sims, J. MO 4th Inf. Co. E
Stolligs, Lorenzo MO 4th Inf. Co. E

Unip. L. Stollings foi listado como prisioneiro capturado em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Stolling, Joel A. MO 4th Inf. Co. Stone, W.W. MO 4th Inf. Co. E Color Cpl.

Brev. O tenente W. Stone foi listado como um oficial da Companhia C ou E que estava em ação na Batalha de Wilson Creek em 10 de agosto de 1861.

Thomas, Daniel MO 4º Inf. Co. E

Tompkins, J.N.C. MO 4th Inf. Co. E

Wagoner, G.W. MO 4ª Inf. Co. E

Walker, H.C. MO 4ª Inf. Co. E

Walker, F.D. MO 4ª Inf. Co. E

Wiley, Thomas J. MO 4th Inf. Co. E

Unip. T.J. Wiley foi listado entre os prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Wiley, William MO 4th Inf. Co. E Cpl.

Cpl. W. Wiley foi listado como prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Wilson, J.H. MO 4ª Inf. Co. E (gravemente ferido em Altoona)

Unip. T.A. Wilson foi listado como prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Wilson, Henry C. MO 4th Inf. Co. E Cpl.

Cpl. H.C. Wilson foi listado como prisioneiros capturados em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.

Unip. RB. Woods foi listado como prisioneiro capturado em Vicksburg da Companhia E, 1-4th MO Infantry-CSA.


Serviço da Guerra Civil [editar | editar fonte]

Pouco depois do início da Guerra Civil, facções pró-Confederação no Missouri se organizaram como a Guarda Estadual de Missouri, e Slack, com sua experiência militar anterior e conexões políticas, foi nomeado pelo governador do Missouri Claiborne F. Jackson como general de brigada em comando da 5ª Divisão do MSG. Sua comissão datava de 4 de julho de 1861. Em uma reorganização da Guarda em agosto, Slack assumiu o comando da 4ª Divisão, que consistia em cavalaria e infantaria. Ele viu ação nas batalhas de Cartago e Springfield. Ele foi ferido por uma bala no quadril esquerdo na Batalha de Wilson's Creek em 10 de agosto. & # 911 & # 93 & # 915 & # 93

No final de outubro, Slack havia se recuperado o suficiente para retomar seus deveres de campo. Ele assumiu o comando da 2ª brigada da Guarda do Estado do Missouri em 23 de janeiro de 1862. Em 7 de março daquele ano, ele foi baleado novamente no quadril esquerdo durante a Batalha de Pea Ridge (Elkhorn Tavern) em Arkansas. Ele foi levado para uma casa a cerca de um quilômetro e meio nas linhas traseiras, onde melhorou e foi considerado que estava se recuperando. Por temer que pudesse ser capturado pelas forças da União, ele foi transportado 11 quilômetros para o leste para um hospital de campanha em Battle of Pea Ridge (Elkhorn Tavern) em Arkansas, onde sua condição se deteriorou rapidamente. Ele permaneceu por duas semanas antes de morrer na manhã de 21 de março. Ele foi enterrado no quintal, mas em 1880, seus restos mortais foram exumados e reintegrados no Cemitério Confederado de Fayetteville em Fayetteville, Arkansas. & # 914 e # 93

Ironicamente, devido aos atrasos na comunicação entre o Distrito Trans-Mississippi e o Departamento de Guerra da Confederação na distante Richmond, Virgínia, sua comissão formal como general de brigada no Exército Confederado foi concedida postumamente datando de 12 de abril de 1862. & # 911 & # 93 & # 914 e # 93

Seu comandante em Pea Ridge, Sterling Price, considerou Slack um dos "meus melhores e mais corajosos oficiais". & # 916 e # 93


WILLIAM YARNELL SLACK, CSA - História

Situado ao longo da encosta suave de um Ozarks
cume, cemitério confederado ocupa um
belo cenário com vista para o histórico
Cidade de Fayetteville no noroeste do Arkansas.

O cemitério contém os restos mortais de homens
que caiu a serviço da Confederação em
Northwest Arkansas, principalmente em Benton e
Washington Counties. Alguns dos soldados
enterrado aqui morreu de doença em doença-
acampamentos montados, enquanto outros caíram na batalha
um dos mais violentos e desesperadamente
frentes contestadas da Guerra Civil.

Seus túmulos originalmente pontilhavam a paisagem
do noroeste do Arkansas, mas em 1878 o
Southern Memorial Association of
Washington County estabeleceu o belo
cemitério e soldados mortos exumados de
em toda a região e os trouxe aqui
para o enterro final. O esforço coincidiu aproximadamente
com um esforço semelhante para mover Union morto em
da região para o Fayetteville National
Cemitério.

Muitos dos soldados enterrados na Confederação
Cemitério caiu na Batalha de Pea Ridge em
Março de 1862 ou na Batalha de Prairie Grove
apenas nove meses depois. Essas duas ações
estiveram entre os mais ferozes da Guerra Civil em
o Ocidente e União firmemente estabelecida
controle do estado de Missouri e noroeste
Arkansas também. Brigadeiro General William
Yarnell Slack, que morreu em 20 de março de 1862,
de ferimentos recebidos em Pea Ridge é
entre os soldados que agora descansam aqui.

Outros caíram na Batalha de Fayetteville ou
numerosos outros compromissos menores
lutou em toda a região.

Muitos, no entanto, morreram de doença e
doença durante os invernos brutais de 1861
e 1862, quando soldados confederados no
Ozarks suportou privações inimagináveis.

O cemitério contém centenas de
sepulturas, dispostas em belas fileiras abaixo
árvores magníficas e comandando um
vista deslumbrante da cidade de Fayetteville
abaixo. A parede de rocha que cerca o histórico
cemitério foi construído em 1885 de nativos
pedra. O alto monumento da Confederação em
o terreno foi erguido por volta de 1898 e
forma uma peça central do cemitério.

Cemitério Confederado em Fayetteville é
localizado na Rock Street perto do cruzamento
com Willow na encosta da montanha a leste
do centro da cidade. Tem vista para o local de
a Batalha de Fayetteville.

Clique aqui para ver uma lista de
soldados conhecidos enterrados aqui. Você também pode
clique aqui para visitar a página da Southern
Associação Memorial do Condado de Washington.

Cemitério Confederado está aberto ao público
durante o dia normal. Não há
custo para visitar.

Soldados da União mortos nas ações que tomaram
local no noroeste do Arkansas estão enterrados em
o próximo Cemitério Nacional de Fayetteville.


Lista de soldados conhecidos enterrados no cemitério confederado

Os nomes dos soldados confederados registrados abaixo foram compilados de uma lista publicada no Fayetteville Democrat em 1874 pelas senhoras da Southern Memorial Association. Outros nomes foram adicionados e listados em um livro de história sobre a Southern Memorial Association compilado por Rowena Gallaway, membro da SMA, em 1956, bem como obituários de jornais e pesquisas em andamento. Os oficiais atuais estão trabalhando na obtenção de registros militares e genealógicos para esses soldados. Estamos interessados ​​em quaisquer correções ou informações a respeito desses homens. Entre em contato com a Southern Memorial Association

SEÇÃO ARKANSAS

BARNETT, Thomas L (1839-1862) Co. A 34th Ark. Inf.

De acordo com a história da família, Thomas L. Barnett nasceu em 29 de novembro de 1839, no condado de Bedford, Tennessee. Quando menino, ele emigrou com seus pais, Isaac e Susan Hern Barnett e os irmãos George W., John, Catherine e Isaac P. para o condado de Washington, Arkansas. A família se estabeleceu em Little Wild Cat Creek perto dos dias atuais Steele e cultivou uma das melhores fazendas de fundo de riacho no noroeste do Arkansas. Em 18 de dezembro de 1859, Thomas se casou com Susan E. Mount e eles cultivaram um terreno a 800 metros a leste da fazenda de seus pais. Os Barnetts tiveram duas filhas, Tennessee nasceu em 1860 e Nancy nasceu em 1862. Thomas se ofereceu para o serviço confederado na Companhia A, 34º Regimento da Infantaria Voluntária de Arkansas em agosto de 1862. Ele foi morto na Batalha de Prairie Grove em 7 de dezembro , 1862. A viúva e as filhas de Thomas & # 8217 viveram com seus pais por um tempo. Mais tarde, seu irmão, John Isham Mount e sua família viveram com Susan e as filhas na fazenda que Thomas operava antes da guerra. John Mount também serviu na Confederação, mas em 1881 foi assassinado em 2 de junho de 1881, enquanto servia como vice-xerife do condado de Washington. O censo de 1880 mostra Susan E. Barnett como chefe da família em Elm Springs Township, provavelmente na mesma fazenda que incluía suas duas filhas e também o marido de Nancy e # 8217, John Taylor. De cerca de 1892 até sua morte em 2 de fevereiro de 1912, Susan recebeu uma pensão do estado de Arkansas com base no serviço de Thomas & # 8217 à Confederação. Thomas foi enterrado no Cemitério Confederado em Fayetteville e Susan foi enterrada ao lado de seus pais e dois irmãos no Cemitério Mount Comfort.

BLAKE, James (Condado de Benton)

BUTLER, Benjamin (Condado de VanBuren)

CAMPBELL, Alex (de Cane Hill)

COPELAND, J.F. (Condado de Sevier)

DAVIS, James (13 de novembro de 1820 & # 8211 19 de abril de 1863) Morreu na Batalha de Fayetteville

EDWARDS, George with Tuck Smith & # 8217s Company

GREENWOOD, Jackson (Condado de Lawrence)

HARRISON, James M. (1821-26 março de 1906) Co. H 15th Ark. Inf. veio de uma família de Washington County, Arkansas, que mora na área de Cane Hill. Ele se alistou desde o início no 3º Regimento, 1º Corpo do Exército de Arkansas, sob o comando do Coronel John R. Gratiot. Sua unidade lutou em Wilson & # 8217s Creek em Missouri em 10 de agosto de 1861 e mais tarde esta unidade se desfez e tornou-se parte do Exército Confederado regular e serviu na Companhia H da 15ª Infantaria de Arkansas, (McRae & # 8217s / Hobb & # 8217s) com the eventual rank of 3rd Lt. He was at the Battle of Pea Ridge on 6th and 7th of March 1862. His unit then marched on to Des Arc in Prairie County where it boarded a steamboat, Sovereign, landing in Memphis on 11 April 1862. His unit saw the remainder of its service in Mississippi. Lt. Harrison was seriously wounded at the Battle of Port Gibson, Mississippi on 1 May 1863. He was captured by the enemy after his regiment retreated. He never fully recovered from his wound and died after the surrender of Vicksburg on 4 July 1863. His body was then brought to Washington County, Arkansas. After the establishment of the Confederate Cemetery his remains were laid to rest there. More information about James Harrison can be found at the University of Arkansas Special Collections Library which documents his military service and letters.(1821-26 Mar 1906) Co. H 15th Ark. Inf.

HUTCHENSON, R.C. The Southern Memorial Association received the following information by email in November of 2012: The page stated that you are seeking information on the men buried in the cemetery, and I believe I can shed light onto one of them. He is listed on this page as “R.C. Hutchenson”. It should actually be “Hutcheson”. R.C. stands for Richard his middle name is most likely Capers, as his sister named her eldest son Richard Capers, but this has not been confirmed for this Richard. He is the son of another Richard C. Hutcheson, a native of Mecklenburg County, Virginia, and Nancy Isabella Wolf, daughter of Michael Wolf, and sister of Major Jacob Wolf, the owner of the famed Wolf House, the oldest standing structure in Arkansas which is now a national landmark. Now, “our” Richard C. Hutcheson is known to have died in the Civil War. He was serving in the Arkansas 14th Infantry (Powers’), though most of their early regimental records are lost and therefore he does not have a Civil War Service record. We do, however, have the letters of the surgeon of the 14th, a man named Dr. John Madison Casey. During the Civil War, he was courting Richard’s 1st cousin, Mollie Cummins Wolf, daughter of Major Jacob Wolf. Those letters have since been published you can find the book here: http://www.amazon.com/Courting-Letters-Madison-Mollie-Cummins/dp/0971314136

In 2 of these letters, while serving in the 14th, he mentions Mollie’s cousin, Richard Hutcheson. In the first, he states that Richard is very ill. In the second, he mentions that Richard’s brother, John, is ill as well and is fearful of meeting his brother’s fate, because Richard had died. Richard is not mentioned anywhere else, but we know from these letters that he died while serving with the 14th, Dr. Casey’s and his brother John Hutcheson’s unit. I believe the “R.C. Hutchenson” buried in this cemetery to be our Richard. It was not uncommon for their last name to be misspelled. In my research, I have seen it as Hutchison, Hutchisson, Hutchinson, Hutchenson, and even Hutchecon in some of his brother’s service record their name is mis-transcribed as Hutchenson, as I believe to be the case here. I have scoured Arkansas 1860 Census records for any other Richard, Robert, Riley, or just “R” and “R.C.” Hutcheson’s, Hutchinson’s, and Hutchenson’s to see if another man could potentially be this “R.C. Hutchenson” but have not found any other matches, so in conclusion I believe this man to be our Richard C. Hutcheson. Feel free to mention any of this information in any records you have regarding the cemetery. For more on Richard C. Hutcheson, you’ll find him in the 1850 Census and 1860 Census in North Fork, Izard, Arkansas (Richard “Hutcherson” and R.C. “Hutchison”, respectively). Please let me know if you believe my conclusion to be a sound one. Regards, Nathan Marks

J.,T.T. from Hempstead County

MOULDER, _____ (from Fort Smith)

NARRAD, Jeremiah with Hill’s Regt.

PAULEY, Q.M. Sgt. Andrew C. (wounded in Battle of Fayetteville, died June 1863), Mack Rieff’s Company

PERKINS, Thomas (from Washington County)

POPE, _____ from Benton County

PULLMAN,_____ (Stand Watie’s Regiment)

RAGSDALE, William Benjamin (Washington County)

ROBBINS, Lewis (Washington County)

RUDE, William (from Elm Springs)

SHARP, John (from Cane Hill)

SMITH, Joel Flood (killed in Confederate service 23 Feb 1862)

SNIDER, Lewis C. with Hill’s Regt.

THORNSBERRY, Hiram Pvt. (1843 Scott Co., Virginia-1863) Co. C 30th Ark. Inf. Brook’s Regiment. According to the Madison County Cemetery book Vol 1 pg 139, Hiram was killed by bushwhackers walking along the road by Mill Creek, near Combs while on his way to St. Paul. He had been warned of the danger, but he went anyway. He had been working for the Christopher Walker family & was probably on his way back there after visiting with his father and brothers. He was buried at Pea Ridge, later to be moved to the Confederate Cemetery in Fayetteville.

WALKER, W.H. (Washington County)

WHITE, William (Longview, Ashley County)

MISSOURI SECTION

BARTON, William (Platte County)

BLISS, Lt. _____ Engineer Corps

BURGETT, Lt. _____ Clark’s Battery

HAWKINS, Grundy Co. G Thomson Regt., Shelby’s Regt.

JAMES, Abijah (Platte County)

JOBE, William (from California, Missouri)

LANSFORD, B.F. Campbell’s Company

LANSFORD, R.E. Campbell’s Company

LUCKETT, Henry (his grave is the 5th grave west of the cedar tree in the last row of Missouri graves)


WILLIAM YARNELL SLACK, CSA - History

While browsing through the Daily Dispatch, Richmond, Va., I ran across an obituary of General William Y. Slack, who was mortally wounded at Pea Ridge. Following are some excerpts regarding his service in the Missouri State Guard, with only some modifications as to spelling.

. he resumed the practice of law at Chillicothe, which he continued to pursue until he received from Gov. Jackson the appointment of Brigadier-General of the 4th Military District, when he turned his attention to the organization of troops according to the military law of the State of Missouri. He had mustered in but a few companies, and these far apart, at different points in the district, when eight hundred Federals were landed from the cars, on the night of the 14th of June, 1861, at Chillicothe and he was forced to leave his home and family, to which he was destined never to return.

From this time until his death he was constantly in the field, using every effort and energy in the cause of Southern independence. During the fatiguing and harassing marches of the State Guard, he was always at his post, and shared the fare, the dangers and the hardships of his men. He participated and contributed largely to the success of the battles of Carthage and Oak Hills. At the latter he was dangerously wounded in the hip, which at first was thought to be mortal but by the strict attention of Dr. Keith, his family physician, and the careful nursing of his faithful and affectionate wife, who encountered every danger and came to him, he at last recovered, and again took command of his division the 11th of October following.

When the troops belonging to the Missouri State Guard were being mustered into the Confederate States service last winter, Gen. Slack used every effort to induce the men under his command to join it, nearly all of whom took his advice and are still in the service.

A short time before the commencement of the retreat from Springfield, Gen. Slack was appointed by General Price to command the second brigade of Missouri Confederates, a body consisting of companies which had not been organized into regiments or battalions in all about fifteen hundred men. It was with these men, and the 4th Division Missouri State Guard, that Gen. Van-Dorn, in his report of the battle of Elkhorn, speaks of Gen. Slack as "gallantly maintaining a continued and successful attack." At this battle, about noon, on March 7th, Gen. Slack was mortally wounded, the ball entering an inch above the old wound he received at Oak Hill, ranging downwards, and which, wounding the sacral plexus of nerves, produced paralysis of the urinary organs, which resulted in inflammation and gangrene. He was caught by Colonel Scott, his aide-de-camp, when about to fall from his horse, and, with the assistance of others, carefully conveyed in an ambulance to a house in Sugar Hollow used for a hospital, where his wound was skillfully dressed by Dr. Austin, the division surgeon. The next day, when the order was given to fall back, he was placed in an ambulance and conveyed to Andrew Rallers, eight miles east of the battle ground, accompanied by Col. Cravens and Dr. Keith, of the 4th Division, and Sergeant Street, of the 2d brigade. Here he remained until the 16th, and seemed to be doing well, when, becoming apprehensive of being captured by the Federals, he desired his attendants to take him further away. They accordingly removed him seven miles further, to Moses's Mills, where he rapidly grew worse, and on Thursday, March 20th, at a quarter past 3 o'clock A. M., quietly breathed his last. The next morning he was buried eight miles east of the battle ground by his faithful friends and companions, all of whom after wards returned safely to the army. When told his end was approaching, he expressed no regrets, nor gave any evidence of alarm, but calmly awaited its arrival. His request to Dr. Keith to give his watch to his daughter, if he ever had an opportunity, was the only mention he made of his family or property.

None familiar with his capacities of General Slack, will deny that he possessed many of the qualifications requisite to constitute an efficient commander of volunteers. Temperate and abstemious in his habits impetuous, daring, and courageous, yet prudent, wary, and cautious, he was well calculated for skirmishing, or as a leader in a charge. But these are not the qualities which alone distinguished him. His mind was bold, clear, and vigorous, and altogether practical which, added to a sound and penetrating judgment, gave his opinions no ordinary weight in council while his business and orderly habits enabled him to conduct with ease and accuracy the affairs of his command. He was affable and courteous in his manners, generous and unselfish in his disposition, and kind and indulgent in his nature. His age was about forty five years.

But that which most distinguished him was his earnest devotion to the cause in which he fell. It was for this he gave up his beautiful home, its enjoyments and associations it was for this he encountered, with the fortitude of a soldier and patriot, the frosts and snows of winter, and the heat and dust of summer it was for this he endured the hardships, toils and privations of one of the longest, most active and bloodiest campaigns recorded, or to be recorded, on the pages of history it was for this he suffered long and painfully it was for this he looked death in the face in many shapes and forms it was for this he died! Many others of the great and noble of our land did the same, but none endured all more patiently, suffered all more gladly, or gave up their lives more freely. And of all the offerings yet laid upon the altar of State sovereignty and constitutional liberty, there is none purer or nobler than that offered by General W. Y. Slack.


Civil War and death [ edit | editar fonte]

Hughes was a cousin to Sterling Price and like Price professed Conditional Unionism until the Camp Jackson Affair, after which he joined the Missouri State Guard and was elected colonel of the 1st Regiment, 4th Division. He participated in the Battle of Carthage and the Battle of Wilson's Creek. He was slightly wounded in the Siege of Lexington. & # 912 e # 93

At the Battle of Pea Ridge in March 1862, Hughes took over command of a brigade from the wounded Brigadier general William Yarnell Slack. Hughes returned to Missouri in the summer of 1862 to recruit for the Confederacy. At this time he may have been appointed as either an acting Confederate or Missouri State Guard brigadier general. No record of the appointment has been found but he was known as "general." & # 911 e # 93

He, his recruits, and several other recruiting or partisan bands united to attack the garrison of Independence, Missouri on August 11, 1862 with Hughes in overall command. During this battle (the First Battle of Independence), he was killed instantly by a shot to the head while leading a charge, but the city was captured. He is interred at Woodlawn Cemetery in Independence. ΐ] He left behind a wife, Mary, and five young sons. & # 914 e # 93


WILLIAM L. SLACK

Civil War soldier.Serving in Co.I of the
11th Regiment Penn.Cavalry
Died om April 11,1892

Contributed on 6/8/13 by WILLD
Email This Contributor

To request a copy of this photo for your own personal use, please contact our state coordinator. If you are not a family member or the original photographer &mdash please refrain from copying or distributing this photo to other websites.

Additional SLACK Surnames in WARREN condado

Thank you for visiting the New Jersey Civil War Gravestones. On this site you can upload gravestone photos, locate ancestors and perform genealogy research. If you have a relative buried in New Jersey, we encourage you to upload a digital image using our Submit a Photo page. Contributing to this genealogy archive helps family historians and genealogy researchers locate their relatives and complete their family tree.

Submitted: 6/8/13 &bull Approved: 6/10/13 &bull Last Updated: 6/9/20 &bull R11253-G0-S3


Assista o vídeo: Herois da Patria1943. Faroeste, Legendado. Elenco; Don Red Barry, Wally Vernon u0026 Helen Talbot (Janeiro 2022).